24.3.11

Constituir família? Quando??

Há uns tempos, tive a oportunidade de ler vários testemunhos de mulheres que estavam com dificuldade em engravidar. Já antes tinha ouvido algumas histórias, mas só naquele momento percebi o quão doloroso pode ser esperar anos para ter um filho, fazer tratamento atrás de tratamento e, muitas vezes, ver a relação a dois afectada e um certo sentimento de culpa de ambas as partes. Como estavam protegidas pelo anonimato, desabafavam abertamente, e isso fez-me de certa forma ver o mundo e os problemas pelos olhos delas. Fez-me bem, sem dúvida.
Mais recentemente, tenho vindo a pensar acerca desta questão de uma forma mais abrangente. Deve ser extremamente complicado querer ter filhos e, por algum motivo, não poder, e ver a idade a passar e as hipóteses a diminuir. E, mesmo que seja injusto colocar no mesmo patamar a fertilidade e outras causas não tão delicadas, a verdade é que elas existem e também provocam sofrimento.
Sentir o relógio biológico a dar sinal e saber que não dá mesmo (quer seja pela fase profissional, pelo local onde se está a morar, pelas possibilidades financeiras, por questões familiares ou por outros motivos), e entretanto ver grávidas por todo o lado, incluindo pessoas mais novas que nós e pessoas que casaram (ou têm um relacionamento estável) há menos tempo do que nós, pode ser bastante complicado.
Claro que é certo que (quase) nunca é o momento ideal para ter filhos, e que muitas vezes mais vale tomar a decisão e depois fazer alguns sacrifícios, que de facto são naturais. Muitos dos nossos pais também não estavam no momento ideal das suas vidas quando decidiram ter filhos, mas com esforço e grande força de vontade conseguiram que não nos faltasse nada e que tivéssemos todos uma vida "normal".
No entanto, há momentos - por vezes bastante longos - em que é totalmente impossível tomar uma decisão dessas e em que, se não queremos ser obrigados a redefinir prioridades que afectarão grandemente o nosso futuro, fica complicado esperar.

A verdade é que até perto dos 40 ainda há tempo, e há que descontrair e tentar aproveitar ao máximo os momentos a 2 ;)

7 comentários:

S* disse...

Deve ser uma grande frustração... como ainda não estou na idade, não é assunto que me preocupe muito... mas deve ser uma dor imensa.

Queen of Hearts disse...

I hear you. :) Entendo e identifico-me...
Beijinho

Sara disse...

Cada vez mais casais passam por esta situação, sim. Infelizmente, é cada vez mais tarde que decidem ter filhos e eu entendo que existam variadíssimos factores que estejam implicados nessa decisão...
No entanto, a frustração pode ser enorme quando se pensa que se pode adiar a constituição da família e quando finalmente as condições financeiras, profissionais e emocionais estão finalmente cumpridas não se consegue obter o tão desejado filho e se entra numa corrida contra o tempo e essencialmente contra a sorte.
Um beijinho muito fértil a todos os casais que estão a pensar aumentar a família :D

Vera disse...

O principal é o casal ter noção que ainda são casal...e por vezes o casamento vai ficando para segundo plano...e depois não resulta...mas a frustração por vezes é superior a quase tudo...é necessário grande descernimento para lidar com isso.bj

Soinita disse...

Como eu já disse uma vez no meu blogue, o momento certo não existe. Seja ele para casar, seja ele para comprar casa, seja ele para ter filhos, ... Porque quando achamos que finalmente é o momento certo, pode acontecer alguma coisa que o impeça de ser o momento certo.
Relativamente a ter filhos, podemos andar anos a adiar essa decisão, ora por questões pessoais ora por questões profissionais, e muitas vezes nem sequer pensamos que infelizmente podem acontecer problemas que nos porão anos a tentar, a fazer tratamentos para ter o tão desejado filho.
Felizmente hoje em dia, ter um primeiro filho depois dos 30 já não é tão "problemático" como há uns anos. E há cada vez mais casais a ter filhos depois dos 30.

companhia da música disse...

Vivo esse drama diariamente! Há mais de dois anos que ando a tentar engravidar e nada! Primeiro estava tudo bem, depois mudei de médico e vieram os problemas todos. Não é nada fácil e tem que haver uma estrutura muito forte no relacionamento para ele não desmoronar como um castelo de cartas de papel. Felizmente a minha relação não foi (muito) abalada e o assunto passou para segundo plano, a partir do momento que a médica disse: "a menina vai ter muita dificuldade em engravidar". Parece estranho! Primeiro foi o choque, depois tive que me mentalizar e viver a vida, aproveitando todos os momentos!
Nunca é a hora, nunca temos dinheiro e nunca estamos preparados! Vivam cada dia como se fosse o ultimo, com muito AMOR!
F.N

Me disse...

A verdade é que há tempo sim.

Mas, também é verdade que cada vez são mais numerosos os casos de infertilidade. E, quanto mais tempo se adia, pior é. É mais e mais difícil engravidar a partir dos 30. Além disso, qualquer médico refere "a falta" que faz a uma mulher a gravidez. O nosso corpo e as nossas hormonas estão preparadas para engravidarmos e não para o contrário... Existem doenças da "mulher moderna" graves, com consequências graves (uma delas, precisamente a infertilidade), por não engravidarem mais cedo.

E, isto dito, por quem ainda não está para aí virada (para ter filhos...)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...