19.9.12

Destino de lua-de-mel: México

A N. foi muito simpática e respondeu ao desafio que lancei sobre viagens de lua-de-mel.
Muito obrigada, N.!


"Nós estávamos indecisos entre México e República Dominicana mas, como não gostamos de estar o dia todo na praia sem fazer nada, preferimos optar por um sítio que tivesse muitas opções para conhecer a cultura (aquilo de que eu gosto mais) e a natureza (aquilo de que o meu marido gosta mais). Na época em que fomos também não havia muitas opções dentro do nosso orçamento: inverno na Europa e no norte de África estava fresquinho.
Muito mais havia para ver (zonas arqueológicas, parques), mas o tempo e os €€ eram curtos..."


- LOCAL: México – Riviera Maya

- ANO: 2012

- AGÊNCIA DE VIAGENS: http://definirdatas.airmet.pt/ (foi o orçamento mais barato que nos deram e o sr. Francisco foi super acessível: esclareceu-nos as dúvidas, veio a Coimbra entregar-nos os bilhetes e quando regressámos ligou a perguntar como tinha corrido)

- HOTEL: Gran Bahia Principe - Coba

- TIPO DE QUARTOS: Nós achámos os quartos muito confortáveis, a decoração era um pouco “pirosa”, mas como pouco tempo lá passámos não fez diferença. Conhecemos um casal que se queixou da falta de limpeza dos quartos, mas pessoalmente nunca tivemos problemas.


- CARACTERÍSTICAS DO HOTEL: É um complexo muito grande e o hotel onde estávamos era o mais afastado da praia, mas havia sempre transporte do próprio hotel. A pé demorava-se cerca de 10 minutos a chegar à praia.

- MEIO(S) DE TRANSPORTE ATÉ LÁ CHEGAR: Avião e camioneta

- Nº DE HORAS ATÉ LÁ CHEGAR: 9h30m de voo até Cancún, mais 2h de camioneta até ao hotel

- TEMPO IDEAL PARA LÁ ESTAR: Nós ficámos 9 dias, o que nos possibilitou conhecer mais. Fazer 4 excursões , como nós fizemos, em apenas 7 dias é muito cansativo.


- CLIMA: Nós fomos em março e nos primeiros dias estava nublado e vento. Não estava frio (20º e tal/30º e poucos), mas à noite sabia bem vestir um casaquinho.

- ACTIVIDADES NO LOCAL (CULTURA, LAZER, DESPORTO, ...): Nós aproveitámos o máximo que pudemos e fizemos 4 viagens de modo a conhecer a cultura Maya e a fauna/flora local:

Chichen Itza: Tivemos a sorte de ir na altura do equinócio e ver ‘A descida de Kukulcan’. É um local bonito e onde há muito comércio (original e falsificações também, é preciso ter cuidado). Na viagem de ida visitámos uma cooperativa dos índios, com artesanato próprio, e no regresso parámos na cidade de Valladolid.

Tullum: é uma antiga cidade muralhada dos índios Mayas, situada na costa. Visita-se em meio dia e tem uma praia maravilhosa.


Xcaret: é um local muito agradável, onde dá para conhecer o mundo natural do México e viver uma pequena aventura nos rios subterrâneos. O espetáculo noturno também é muito bonito, faz-se uma viagem pela história do país (índios, conquista espanhola, …) e pela dança/música tradicional de cada região.


Xcacel/Xcacelito: É uma praia virgem onde funciona um projeto ecológico para proteger as tartarugas que lá desovam. É a autêntica praia dos postais, com areia branca, o mar azul e as palmeiras. Há também um cenote cristalino de água doce num mangal que vai até à praia.

- TRANSPORTES NO LOCAL: Apenas quando fomos a Xcacel/Xcacelito é que apanhámos transportes públicos: táxi e coletivo (transporte que levava os funcionários do hotel).

- CARACTERÍSTICAS DA PRAIA, CASO EXISTA: A praia do hotel não é muito boa, tem muitas rochas. Nós íamos para a praia da parte da manhã e de tarde íamos para a piscina, também por causa do vento que referi anteriormente. A animação da piscina era muito boa.


- COMIDA: O buffet é ótimo, há muita variedade. Temos também a possibilidade de jantar em 3 restaurantes temáticos, o nosso preferido foi o Arlequim.

detalhe interessante

- PRIVACIDADE: Não sentimos falta de privacidade durante a viagem. Aliás, conhecemos um casal no primeiro dia e estivemos quase sempre com eles.

- É ACONSELHÁVEL OPTAR POR ALGUM PERCURSO TURÍSTICO (QUE INCLUA OUTROS HOTÉIS, POR EXEMPLO) NA REGIÃO? Não.

- LÍNGUA: Espanhol, mas eles percebiam o português.

- OUTROS DETALHES / OUTRAS DICAS:
À noite há sempre espetáculos de variedades e o hotel tem uma discoteca aberta até às 2h.
Levem equipamento de snorkeling e máquina aquática; há muitos peixes na praia.
Não se esqueçam dos medicamentos (antibióticos, anti-inflamatórios, anti-histamínicos, para os intestinos, …).
O café era horrível, só se aproveitava ao pequeno-almoço, lembravam os cafés de “cafeteira”.
No hotel é possível ver muitos animais pelo caminho: iguanas, pássaros, quatis, capivaras, …
Regateiem sempre os preços das lembranças.
Levem euros e dólares e tenham atenção às conversões do dinheiro, pois para eles 1€=1USD.
Informem-se se as taxas de saída têm de ser pagas em euros, pesos ou dólares.
Fica mais barato comprar um cartão telefónico (20USD dá para +- 90 minutos) e ligar de umas cabines, mas no hotel costumam explicar, pois há dois tipos de cartões. Só usámos o telemóvel para avisar a família que tínhamos chegado bem.
No lobby do hotel há internet grátis.

- PREÇO: Pagámos 2150€ (mas gastámos cerca de 300€ em viagens e mais algum em recuerdos)."


3 comentários:

Isabel disse...

:)

Nos tb estivemos no mexico em março, mas no inicio do mes :)

Concordo com tudo o que foi dito e o preço foi mais ou menos o mesmo + 300€ em excursoes e recordaçoes.

posso dar a dica de quem for cliente zon ter um tlm com wi-fi e fazer download da app zonphone basta conectarem-se no wi-fi e ligam para as pessoas como se estivessem na vossa casa sem custos adicionais de rooming :P

hoje vou casar assim disse...

Muito obrigada pela dica, Isabel.

beijinhos

Anónimo disse...

Nota: 9 dias/7noites é o normal. Nós tivemos a possibilidade de ficar mais 4 dias ou uma semana, parece que às vezes acontece consoante a taxa de ocupação do hotel. Não se paga nada a mais, mas optámos só pelos os 4 dias por causa do trabalho. O único senão foi trocar de avião em Madrid para irmos até Lisboa.

*******
N.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...