20.1.12

Será fácil escolher um fornecedor?

Uma das dificuldades que tive durante os preparativos para o meu casamento teve a ver com perceber até que ponto uma determinada empresa tinha qualidade e era fiável. Pesquisei imenso por todo o lado e pedi opiniões a várias pessoas. Tudo isso foi útil, sim, mas depois do contacto directo com os profissionais pude chegar às minhas próprias conclusões quanto ao grau de confiança que devemos ter em quem faz as recomendações.

Em muitos sites com bases de dados de fornecedores, quem pretende ser recomendado tem que pagar. Isso, por si só, já torna tudo mais enviesado. Claro que há situações em que, apesar de haver esse pagamento, há também uma pré-selecção, o que é preferível, a meu ver, embora não seja o ideal.

Depois há também que ter em conta que clientes é que recomendam e onde é que o fazem. Podemos ver uma opinião muito favorável ou muito desfavorável, mas como é que vamos saber se os gostos são semelhantes aos nossos ou se não há algo por trás? Já me aconteceu ler comentários fantásticos (a vários níveis) acerca de uma empresa de catering, e depois contactá-la e perceber que não tinha absolutamente nada a ver comigo, e que nem sequer correspondia àquilo que eu tinha lido. Acredito que, nesse caso, as pessoas tenham sido sinceras. Simplesmente tinham perspectivas muito diferentes das minhas.

Para além disso, muitas vezes os clientes sentem-se na obrigação de elogiar publicamente as pessoas que contrataram, tanto por saberem que os profissionais vão ver esse elogio, como por gostarem que outras pessoas façam as mesmas escolhas que eles fizeram.
Conheço vários casos em que isso aconteceu.

Há também situações em que os clientes tiveram problemas, mas não necessariamente por culpa dos fornecedores. Pode haver erros de ambas as partes. A verdade é que, ao lermos as críticas feitas pelos clientes, o mais provável é acreditarmos e colocarmos logo de parte esse fornecedor, muitas vezes de forma injusta.

Há ainda um problema que infelizmente está camuflado: em muitos locais, só é publicado o que os responsáveis permitem que seja publicado. Refiro-me tanto a elogios como a críticas. Podemos ler apenas comentários favoráveis e ficar sem perceber se os desfavoráveis não existem ou então foram apagados. É realmente complicado para quem tem que tomar uma decisão.

Eu tenho tido a oportunidade de conhecer imensos noivos e imensos fornecedores, o que é bom em termos de experiência e de conseguir avaliar até que ponto os comentários que vejo em diferentes locais são fidedignos.
Quanto ao blog, tento ao máximo ir actualizando mesmo os posts antigos, de acordo com a minha experiência. Nunca poderia manter algo com que não concordasse, até porque o dia do casamento é demasiado importante para se correr riscos, sejam eles de que tipo forem.

4 comentários:

Maria disse...

Olá HVCA

Concordo absolutamente com o que diz no post. É muito difícil conseguirmos ter informações fiáveis de fornecedores através de sites e mesmo através de conhecidos.
Tal como menciona os gostos não são iguais e o que eu quero para mim pode ser diferente do que quer outra pessoa. Aconteceu-me isso com um fornecedor que estava bem referenciado e de quem conhecia o trabalho. Expliquei muito bem o que queria mas quando tivemos acesso ao trabalho dele (fotógrafo) foi uma desilusão. O ideal é mesmo falarmos com as pessoas ou então ter o feedback de quem tem gostos comuns (e mesmo neste caso não em todas as situações).
Temos mesmo de usar a nossa sansibilidade para tentar perceber se é mesmo o que queremos.
Em relação ao blog para mim é de uma grande ajuda e confiança para os noivos.

Beijinhos

Anónimo disse...

é mesmo difícil saber em que havemos de confiar :/
e depois também acontece pedirmos opiniões a outros fornecedores que conhecemos e não sabermos se estão a recomendar porque acham mesmo de boa qualidade ou porque mantêm relações profissionais com os outros e convém recomendar.
beijinhos, M.C.

Endovellica disse...

Nem de propósito! Estou a ter alguns problemas com isso, sobretudo na escolha de fotógrafos. Acho sempre que só nos mostram aquilo que lhes apetece e que o resto pode não valer nada.
E o que a Maria disse deixou-me com medo.

Vou enviar-lhe um email, se não houver problema.

bjs

hoje vou casar assim disse...

Obrigada por darem as vossas opiniões.

Maria, essa questão do fotógrafo é realmente chata :/ Infelizmente há mais casos desses do que se imagina. Há mesmo uma grande quantidade de casais que ficam descontentes com o trabalho dos fotógrafos no dia do casamento. Há muitos a quem isso acontece por terem colocado a fotografia para segundo plano, mas também há vários casos - como o teu - em que o trabalho não corresponde ao que foi visto no portfolio e ao que foi combinado antes do casamento.

M.C., esse também é um ponto pertinente. Eu também pedi recomendações a outros profissionais, mas realmente é difícil perceber se estão a ser imparciais.

Endovellica, claro que não há problema! Fico à espera :)

beijinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...