11.1.11

Dos meus estereótipos

Involuntariamente, vou criando na minha cabeça uma série de estereótipos.
Sei perfeitamente que muitos deles não fazem grande sentido, mas resolvi partilhar de qualquer forma :p
Tenho consciência do perigo que há quando se faz uma generalização, e quero salientar que é óbvio que estas características não se aplicam a todas as pessoas que conheço destes grupos (nem nada que se pareça).

É apenas uma brincadeira ;)

Os ingleses:
- sobretudo os mais velhos são muito cavalheiros e educados, segurando a porta para passarmos, cedendo o lugar, dizendo "por favor" e "obrigado", …
- gostam de passar uma imagem "liberal" e "moderna" relativamente a assuntos como a imigração e as diferenças entre os povos, mas no fundo são muito conservadores e acham-se melhores do que os outros
- são muito "polite" na abordagem mesmo dos assuntos mais complicados, mas conseguem ser extremamente sarcásticos
- não entendem muito bem a forma efusiva como os "latinos" se exprimem
- as questões burocráticas são resolvidas muito rapidamente mas, se alguma coisa fugir ligeiramente ao lado, eles desligam e não fazem o mínimo esforço para ajudar a resolver o problema; chamam o próximo da fila e pronto
- bebem chá a toda a hora, e não lavam a chávena entre cada utilização :p
- são tratados "à lei da bala" em crianças, andando ao frio, comendo batatas fritas e bebendo coca-cola, mas talvez por isso sejam bastante resistentes a doenças e aos efeitos do fast food
- os do campo são vistos como "posh" e os da cidade como "rough", de certa forma o oposto do que acontece em Portugal
- vêem os "latinos" como pessoas que exageram e dramatizam demasiado a vida, embora (n)os achem trabalhadores
- são bastante desprendidos quanto aos bens materiais, e não ligam muito à "galinha do vizinho"
- são distantes e não dão grande confiança; na rua, quase ignoram as pessoas com quem se cruzam
- quase nunca têm contacto físico (nem um simples toque) com conhecidos e mesmo com amigos
- reagem muito bem às contrariedades

Os portugueses:

- são trabalhadores, desenrascados e empreendedores
- são muito pessimistas e criticam imenso o país, mas ao mesmo tempo acham sempre que "podia ter sido pior"
- são muito dados a invejas, intrigas e rivalidades
- são muito bons a aprender e falar outras línguas
- são um povo hospitaleiro

Os franceses:
- acham que na França foi inventado tudo e que as coisas francesas são as melhores: o queijo, os cosméticos, o vinho, a comida, a moda, …
- acham que a França fica no centro do mundo e que, mesmo estando a falar outras línguas, podem meter pelo meio umas palavras francesas que toda a gente vai entender
- são de extremos quanto à moda, o que é comprovado até pelas lojas (pode ver-se tanto o último grito da moda como roupas extremamente antiquadas)
- são perfeitamente capazes de se dirigir a alguém na rua e perguntar se precisa de ajuda

Os brasileiros:
- são um povo de extremos a vários níveis
- são muito criativos e têm veia artística
- têm uma história musical incrível
- em termos de moda, têm colecções fantásticas
- dão muita importância ao aspecto físico
- colocam a França e a língua francesa num pedestal
- vêem os portugueses como um povo antiquado e que parou no tempo, embora os "invejem" por morarem na Europa
- sentem que os portugueses foram responsáveis pelos "males" do Brasil (não pensando que os colonizadores eram antepassados tanto dos portugueses como deles próprios)
- conhecem muito pouco de Portugal e da cultura portuguesa para além de Saramago

Os espanhóis:
- acham-se os maiores
- não se esforçam por perceber os portugueses
- acham que podem chegar a qualquer país e dirigir-se às pessoas em espanhol
- desenvolvem muito a parte cultural, e são bons nisso
- apesar de tudo, não são exibicionistas e muitas vezes até aparentam ter humildade

Os italianos:

- acham que têm a melhor comida, e que as receitas são absolutamente intocáveis (ai de quem acrescentar 1 ingrediente que seja!)
- em termos de organização e burocracia, estão longe de pertencer ao "1º mundo"
- são muito convencidos e "distantes"
- nos restaurantes, não primam por um bom atendimento e por muita simpatia
- vestem-se bem e são elegantes
- são determinados
- quando são bons, são mesmo bons

12 comentários:

Bia disse...

Hahahaha vou discordar de dois pontos com relação aos brasileiros, pois nunca ví no Brasil sentimento de inveja com relação aos portugueses e com relação ao fato de conhecer pouco da cultura, creio q vc tb está um bocadinho equivocada, pois na escola lí vários autores portugueses e na nossa televisão sempre passa matérias sobre Portugal e sua cultura. Lá os portugueses tem fama de serem "burros", mas isso é uma coisa q tb discordo, posto que, todos que conhecí no Brasil são pessoas mto bem sucedidas financeiramente. O que atrapalha msm em nossa sociedade de evoluir, é o preconceito e isso temos q eliminar de nossas mentes e corações!
bjs....

with love fotos disse...

Lol, post muito bom! :D
Adorei a dos franceses e como tudo o que é bom é feito em França: faz-me lembrar o meu pai - tudo o que sai ou se produz no Fundão é que é bom! :D É super imparcial o meu paizinho... se calhar tem antepassados franceses! :P

Beijinhos

Maria disse...

Post interessante

Concordo e tenho +/- os mesmos estereótipos.

Claro que não podemos generalizar mas por "amostragem" é com a ideia que ficamos.

Beijinhos

Borboleta disse...

Eu apesar de adorar viajar e não me importar nada se um dia tiver que sair daqui para fora, tenho muito orgulho nas minha raízes. Acho que o meu país é lindo e é verdade, Portugal não é grande coisa, mas temos potencial para isso. E muito, mas lá está somos pessimistas como um raio. E gosto de ser latina, gosto de ser dramática, exagerada, alegre e por ai.

hoje vou casar assim disse...

;)

Bia, no Brasil apercebi-me várias vezes de que as pessoas achavam que a única coisa boa de Portugal era pertencer à Europa, mas claro que também há muita gente que não acha isso!
Quanto à cultura portuguesa, conheci e conheço imensas pessoas brasileiras que não fazem a mínima ideia sequer do que é fado e que desconhecem por completo as bandas e os cantores portugueses da actualidade. Mas claro que há aqueles que se interessam imenso e que até visitam Portugal várias vezes.

WLF, não digas isso muito alto, porque senão os franceses ainda vêm dizer que o Fundão tem origem francesa :ppp


beijinhos a todas

with love fotos disse...

hahahah, sim, claro, o Fundão foi fundado pelos franceses, daí terem as melhores cerejas! :P

hoje vou casar assim disse...

Eu agora tive que resistir à tentação de fazer trocadilhos muito muito parvos! loooolll

beijocas

May disse...

Adorei este post! O do ingleses é tão verdade! Ah e ainda não percebi porque é que quando bocejam nunca põem a mão à frente, fazem questão de bocejar e mostrar tudo até às "entranhas"!!!

Manuela disse...

Tens razão :) Concordo contigo, especiamente nos Espanhóis :)
Beijinhos.

with love fotos disse...

HVCA, ai agora vais ter de fazer os trocadilhos, fiquei curiosa...

Olha, esqueceste-te de um dos Portugueses: o quanto enaltecem os Dr./ Engº./ Arq. antes dos nomes. :P Como se se tratasse de uma estirpe superior! :D

Só mesmo em Portugal, livra! :D

Queen of Hearts disse...

Adorei este post e achei um piadão aos estereótipos... :) E concordo com tudo!

Rafaela disse...

Ah, os italianos são lindos de morrer!!
Eu adorava ter um namorado italiano...ai eu acho-os tão meigos...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...