31.7.10

Sobre a educação dos filhos


Percebo que haja crianças naturalmente irrequietas e difíceis de controlar. Aquilo que me custa entender é o mau comportamento como resultado de uma má educação.
E há tantos mas tantos casos em que os pais são os culpados!

Às vezes tenho medo de não vir a ser uma boa mãe e não educar bem os meus filhos, mas depois conheço os pais das crianças mal educadas e percebo que educar bem não custa assim tanto.
Então está uma criança a brincar com lume e os pais ficam a olhar e não fazem absolutamente nada??
Ou então a criança resolve abrir e fechar todas as portas que encontra com toda a força que tem, e fica toda a gente impávida e serena?

Eu tenciono deixar que os meus filhos brinquem à vontade, mas tudo tem os seus limites.
E não é porque uma criança é pequena que vamos achar piada a tudo o que ela faz!

8 comentários:

Moodswings disse...

concordo plenamente. os "deixa la, ele nao sabe o que ta a dizer/fazer" nao pegam comigo. deixam andar a bola e depois queixam-se que as criancinhas nao lhes teem respeito/nao lhes dao ouvidos.

acho que dar uma boa educacao nao e dificil. aqui em londres ha uma data de programas com "nannys" que vao a casa de pais k nao podem controlar os filhos, o que me enerva sao os pais nao os filhos.

hoje vou casar assim disse...

Sim, a mim também.
Mas nesses programas há uma outra coisa que me faz confusão: as nannies usam imensos joguinhos e concursos para que as crianças tenham motivação para fazerem as obrigações ou para se comportarem bem. E eu pergunto: o que é que acontecerá quando essas crianças crescerem e deixarem de ter esse tipo de reforços positivos?


beijinho e obrigada pela visita :)

Moodswings disse...

uma das unicas coisas de que ainda me lembro das aulas de psicologia sao os tipos de reforcos e como eleminar phobias.

acho que esses tais jogos sao usados so mesmo porque as criancas nao ouvem, e uma forma de os motivar, mas chegam a um ponto que ja o fazem por fazer.

como o tal "naughty seat" presume-se que quando o comportamento ja for melhorzito ja nao e preciso mandar de castigo, senao dar so um aviso (ou um abrir de olhos como era comigo)

ps. tens que desculpar o meu portugues, ando a usar-lo mais agora, que tenho blogue, do que nos ultimos 8 anos.

hoje vou casar assim disse...

Eheheh! Percebo-te :)
E percebo a tua explicação acerca dos reforços/castigos.

Quanto ao português, admiro muito o teu esforço em praticar :)

Mami disse...

Não devemos nunca deixar uma criança fazer tudo o que lhe apetece só porque sim. As crianças precisam de limites e de ouvir o não isso também os ajuda a tornarem-se pessoas melhores.
a minha filha é uma mimada mas não a deixo fazer tudo o que quer afinal quem manda cá em casa somos nós os pais!
As crianças no meu ponto de vista são o melhor reflexo dos pais, a minha e reguila mas mal educa não!
Beijinhos

Hoje Criei disse...

Um dos graves problemas da educação dos filhos é a dificuldade que os pais têm em perceber que é um trabalho que nunca está feito e que precisa da atenção deles vinte e quatro horas por dia. è necessário muita dedicação e bom senso para decidir se se deve dizer «sim» ou dizer «não» porque ambas as palavras têm necessidade de serem usadas.
Nessas tuas observações faltou uma que eu não consigo suportar que é aquela em que o menino, ou menina faz uma quantidade de disparates e a mãe diz à criancinha que não faça porque a tia bate.
Enfim, não é preciso aprender para ter filhos...
Bj

hoje vou casar assim disse...

Mami, é mesmo isso :)

Hoje Criei, essa "técnica" de a mãe dizer que a tia bate (ou até que o pai bate) é realmente inacreditável. E há muita gente que a usa, infelizmente.
E concordo que é tão importante saber dizer "não" como saber dizer "sim".

beijinhos

2amigas disse...

Uma amiga minha tem um filho com 3 anos e uma vez em conversa com outra amiga disse que ainda não ia por o menino na creche porque gostava que ele passasse o tempo com a avó que pode cuidar dele e a outra amiga respondeu: "ah, mas devias! É que lá eles dão regras!" ao que a minha amiga respondeu indignada: "Regras? As regras dou eu em casa! O meu filho é educado por mim e ponto final".
Há cada mentalidade...

Sophie*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...